GUINE-BISSAU, TESOURO DOS ESTADOS UNIDOS APOIA GUINE-BISSAU NA...

Tesouro americano apoia Guiné-Bissau na melhoria do seu sistema fiscal

O ministro da Economia e Fianças, Geraldo Martins, anunciou que a partir do segundo semestre de 2015 o Tesouro do Governo dos EUA vai começar a dar o seu apoio à Guiné-Bissau no que diz respeito à melhoria do sistema fiscal nacional.
«Através do Fundo Monetário Internacional tivemos oportunidade de conversar com Tesouro americano, que a partir de segundo semestre deste ano o Governo americano vai começar a dar apoio à Guiné-Bissau na melhoria do seu sistema fiscal, sobretudo através da Direcção-geral de Contribuições e Impostos», revelou Geraldo Martins.
Em declarações à PNN depois da sua viagem de trabalho que realizou a Washington, o Chefe máximo da pasta da economia e finanças da Guiné-Bissau referiu também que além do apoio anunciado pelo Banco Mundial durante a Mesa Redonda de Bruxelas, esta instituição financeira internacional irá financiar a construção do cabo submarino nos próximos dois anos, de forma a dotar o país de um sistema de comunicação com maior performance.

Neste sentido, Geraldo Martins disse que o Governo da Guiné-Bissau já obteve um acordo com o Banco Mundial, cuja uma delegação deve chegar ao país a 9 de Maio, tendo sublinhado que conseguiu adicionar outros fundos através deste acordo.

«O Banco Mundial acaba de criar um fundo intitulado fundo dos países frágeis, do qual a Guiné-Bissau vai ser o primeiro país a beneficiar, numa soma estimada em cerca de 60 milhões de dólares americanos», anunciou Martins.

De salientar que o ministro das Finanças deixa Bissau esta segunda-feira, 27 de Abril, com destino a São Tome e Príncipe, onde participará em mais uma reunião de trabalho com parceiros financeiros da Guiné-Bissau.

Commenti