UNIVERSIDADE DE AVEIRO RESTAURA EDIFÍCIOS ANTIGOS EM BOLAMA ( GUINE-BISSAU )




Técnicos da Universidade de Aveiro podem ajudar a restaurar os imponentes edifícios coloniais da ilha de Bolama, cidade que foi capital da então província da Guiné até 1941, mas completamente deixada ao abandono.

Bolama foi no passado uma das cidades mais bonitas da Guiné-Bissau mas é nos dias de hoje um edifício fantasma de traços coloniais abandonado e onde a população ruma cada vez mais para Bissau.

As novas autoridades querem mudar esse cenário, mas como o país não tem especialistas em restauração de edifícios, o Governo estuda a possibilidade de contratar técnicos da Universidade de Aveiro para fazerem esse trabalho e ainda ensinarem aos guineenses «a arte do restauro» de edifícios.

O secretário de Estado do Ordenamento do Território, Abu Camará, adiantou que as conversações com a Universidade de Aveiro «estão bastante avançadas» devendo as obras do restauro dos edifícios de Bolama iniciar ainda este ano.

Além de restauro arquitetónico dos edifícios em Bolama, o Governo quer transformar a cidade num polo universitário versado na área do Turismo.

Commenti